SP – Limeira

Manhã de Sábado, muito sol e esperando encontrar uma temperatura agradável na estrada, partimos para a cidade de Limeira. Objetivo : conhecer o Museu da Joia e outros pontos turísticos da cidade, além de um almoço em um restaurante japonês.

Depois de um trajeto tranquilo, um café no Graal 125 Norte onde aproveitamos para tirar um pouco das roupas, já que a temperatura começou a subir muito acima do esperado, chegamos à Hípica onde está o Museu, já começa ai a crítica por que embora citado na reportagem da Revista Motoadventure, o referido museu estava fechado, sem nenhuma informação sobre o horário de funcionamento.

Aproveitamos para um passeio pelo parque dando boas risadas, já que esta é a terceira vez que damos um furo destes baseados em informações da Internet, o que demonstra o pouco comprometimento com a qualidade da informação prestada pelas empresas e instituições.

Rumamos à pé com mapinha nas mãos a procura dos pontos turísticos e encontramos : uma cidade com sérios problemas de limpeza por quase todo o trajeto. Quanto ao restaurante, não é nenhuma sumidade, mas o atendimento é bastante atencioso e ficamos muito gratos pelo ar-condicionado.


LImeira

[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_a.jpg]950
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_aa.jpg]710
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_b.jpg]580
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_c.jpg]510
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_d.jpg]510
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_e.jpg]480
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_f.jpg]470
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_i.jpg]540
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_j.jpg]450
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_k.jpg]450
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_l.jpg]430
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_m.jpg]480
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_n.jpg]460
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_o.jpg]540
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_q.jpg]470
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_r.jpg]430
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_s.jpg]420
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_t.jpg]450
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_v.jpg]430
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_w.jpg]450
[img src=http://www.passeiodemoto.net.br/wordpress/wp-content/flagallery/limeira/thumbs/thumbs_z.jpg]420

Tecle no botão FS para visualizar em tela cheia.


Paradas para descanso
Não faltam opções para um ponto de encontro ou de parada para descanso, caso sinta que é necessário, no entanto a distância é curta e pode ser vencida em menos de 2 horas, mesmo assim as melhores opções são os postos da Rede Graal, Franga Assado e Lago Azul, além, é lógico, do Serrazul já consagrado como point dos motociclistas.


Trajeto


Exibir mapa ampliado


Situação das estradas
Este trajeto é tranquilo, com muitas opções de parada se achar necessário, Frango Assado, Graal, Serrazul, atualmente com tráfego pesado até próximo a Campinas que exige mais cuidado e atenção, onde a velocidade é mais reduzida estando maia para uma avenida do que uma estrada, após já é possível manter um ritmo mais condizente com uma estrada.

Comments are closed